Sobre

Missão

Representar os Papiloscopistas Policiais Civis associados perante as Instituições legalmente constituídas; buscar a congregação de todos os Papiloscopistas entre si e as demais categorias profissionais policiais, fomentando e divulgando o desenvolvimento da Papiloscopia como ciência, agregando valores e rompendo paradigmas.

Visão

Ser referência Nacional no campo da Papiloscopia até meados de 2014, empenhando-se no aprimoramento contínuo e inovando sempre .

Valores

Ética, Transparência, Efetividade e Competência.

História do Projeto

Em cinco de junho de mil novecentos e oitenta e quatro, um grupo de Datiloscopistas e Identificadores Datiloscópicos percebendo a falta de representatividade dessas classes perante aos Órgãos representativos da Polícia Civil, da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Paraná e da sociedade civil em geral, resolveu agrupar forças originando a ADIEP – Associação dos Datiloscopistas e Identificadores Datiloscópicos do Paraná.

             A ADIEP, certamente representou um avanço na busca da organização e estruturação da representatividade das carreiras de Datiloscopistas e Identificadores Datiloscópicos em relação ao Instituto de Identificação do Paraná. Buscou enquanto Associação, defender e valorizar estas categorias policiais perante a Polícia Civil e em especial diante da Direção do Instituto de Identificação do Estado. Acreditamos que muitas dificuldades foram enfrentadas pela ADIEP na defesa de seus associados, como também, muitas satisfações proporcionaram em suas conquistas. Infelizmente as classes representadas pela Associação não acompanharam ou talvez, não tenham entendido os objetivos e o que representa uma Associação bem estruturada e com forte representação associativa. Assim, a ADIEP, aos poucos viu diminuídas suas atividades levando a sua total paralisação.

            Através da Lei Complementar Estadual n° 96/2002 que unificou as carreiras de Datiloscopista e Identificador Datiloscópico dando-lhe a denominação de Papiloscopista; vislumbrou-se ,então, a reativação da ADIEP e, por corolário dessa Lei, a ADIEP passou a adotar a denominação de APEP – Associação dos Papiloscopistas do Paraná. Entretanto, esta Associação não logrou êxito em seu desenvolvimento. Não nos cabe fazer nenhum juízo valorativo dos motivos que proporcionaram a falta de representatividade da APEP perante seus associados, aos Órgãos representativos da Polícia Civil, e as autoridades legalmente constituídas.

            Em Abril do ano de 2009, com o intuito de evitar o triste desfecho ocorrido com a ADIEP e, entendendo que a falta de representatividade atuante é extremamente maléfico para uma categoria profissional, um grupo de interessados e abnegados Papiloscopistas, convocaram Assembléia Geral tomando posse, democraticamente, no Conselho Diretor da atual APPEP – Associação dos Papiloscopistas Policiais do Estado do Paraná.

            O novo Conselho Diretor da APPEP obteve importantes conquistas para a carreira dos Papiloscopista Policiais entre elas o reconhecimento pela Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, da utilidade pública da Associação, e talvez, a maior vitória alcançada até o momento: Curitiba sediará o I Congresso de Perícia Papiloscópica e Necropapiloscópica do Sul do País, a realizar-se em setembro de 2011.